Viagem Os melhores destinos brasileiros em alta pra visitar no verão

post por Anna Laura Wolff

Viagem Os melhores destinos brasileiros em alta pra visitar no verão

Viagem

O verão brasileiro coincide com a alta temporada do turismo por causa das festas de fim de ano e das férias escolares, por isso, espere por preços mais altos nas praias badaladas se planejar viajar em finais de semana e feriados.

Na maior parte do verão, chove também em destinos de serra, cachoeira, chapadas – aguarde até o fim da estação para visitar. Aqui vão algumas ideias de viagem, de Sul a Norte do país, pra preencher seus dias de férias neste verão:

Saiba mais: Maya Bay: como sentir o paraíso em sua essência 

Praias de Pipa e São Miguel dos Milagres estão entre melhores pedidas

O Nordeste está bombando: qualquer ideia de praia ali é boa, do Piauí até o sul da Bahia. Janeiro é o mês certo para pegar praia sem chuva em quase toda região.

Ideias ensolaradíssimas pra você: Praia da Pipa e São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte, São Miguel dos Milagres, em Alagoas, e qualquer coisa na Bahia. Também são boa ideia Recife, Porto de Galinhas e Carneiros, em Pernambuco, e praias do Ceará. Em Fernando de Noronha tem ondas rolando – é época de surf.

Também está com tudo Espírito Santo e praias do estado do Rio, como Búzios e Arraial do Cabo (que podem, aliás, ficar bem lotadas). Evite Ceará, Maranhão e Piauí, onde pode chover muito. O mesmo pode ocorrer no trecho da Rio-Santos que liga Angra e Paraty ao Litoral Norte paulista.

Foto: Anna Laura Wolff | Imagens da Bahia e Arraial do Cabo

Foto: Anna Laura Wolff | Imagens da Bahia e Arraial do Cabo

Pedacinho especial do Litoral Norte paulista, Ilhabela exibe um território forrado de Mata Atlântica preservada, além de um centrinho charmoso com pousadas e hotéis como o badalado DPNY Beach Hotel & SPA (diárias a partir de R$ 760) e procurado restaurante Marakuthai, da chef Renata Vanzetto.

A natureza é a estrela maior: são 360 cachoeiras vistosas e 42 praias de água clarinha distribuídas entre 130 km de costa. As mais lindas são, também, as mais intocadas: as orlas de Castelhanos e do Bonete, onde se chega só através de barco, trilhas longas ou jipes 4×4, conservam ainda cenários paradisíacos sem quase ninguém.

No Sul, vale visitar as Praias da Feiticeira, Julião, Curral e Veloso. No Norte, a Praia da Armação e do Jabaquara são imperdíveis.

Minas se destaca por imersão cultural – vale apostar

Não tão longe de São Paulo, a 7 horas de carro numa road trip da capital está Tiradentes, porta de entrada para as Cidades Históricas de Minas, que podem ser uma opção de férias em conta pra quem está buscando imersão cultural. Vale se programar para a Mostra de Cinema de Tiradentes, no fim de janeiro.

Foto: Anna Laura Wolff | Minas Gerais

Foto: Anna Laura Wolff | Minas Gerais

Comida boa, gente proseira, artesanato autêntico, igrejas suntuosas, serras e museus irão contar um pedaço da nossa história nos seus dias em Minas, uma das regiões mais carismáticas do Brasil. O roteiro de carro perfeito começa em Tiradentes, faz dali um passeio de trem a São João del Rey e Bichinho, visita Resende Costa, Lagoa Dourada e Congonhas, faz base em Ouro Preto e termina com um tour por Mariana. Também dá pra unir a mesma viagem com uma passada pelo belíssimo Instituto Inhotim.

Floripa é destino certo dos surfistas aos baladeiros

Ao Sul, passado o frenesi do Réveillon, é tempo de praia em Floripa. Em uma semana dá pra conhecer bastante da ilha: a Joaquina, a Praia Mole e a Brava agradam surfistas, baladeiros endinheirados curtem Jurerê, famílias têm bom refúgio em Canavieiras. Já o sul de Floripa é cheio de praias intocadas onde só dá pra chegar percorrendo trilhas ou de barco, como a Ilha do Campeche, eleita o pedaço de areia mais bonito do destino.

Foto: Anna Laura Wolff | Floripa

Foto: Anna Laura Wolff | Floripa

Na Lagoa da Conceição, com movimento o ano todo, a vibe é de esportes ao ar livre. A dica é optar pela hospedagem onde quiser passar a maior parte do tempo, uma vez que os congestionamentos podem ficar feios na ilha no alto verão. Boas opções no estado também são: Balneário Camboriú, Bombinhas, Farol de Santa Marta e a Praia do Rosa.

Subindo ao nordeste, um local que antes era apenas um tradicional passeio de bate-volta desde Recife, hoje se consagra como um destino em si: a Praia dos Carneiros, em Pernambuco, ganhou pousadas convidativas, restaurantes e barzinhos pé na areia servindo frutos-do-mar e drinks e até seu próprio pacote de festas no Réveillon (é um dos lugares mais cobiçados, hoje, pra se estar na virada do ano).

O cenário ali é tudo o que você queria de uma praia no Nordeste: coqueirais fazendo sombra sobre a areia clara, mar verde-transparente, piscinas naturais com peixes coloridos. A foto clássica é da igrejinha verde e branca no século XVIII. Boa opção de hospedagem é a Pousada Praia dos Carneiros (diárias desde R$ 760) pra curtir alguns dias entre o sol e o mar.

Em Boipeba a única conexão é com a natureza

Outro achado que consegue se manter sossegado e rústico apesar dos avanços do turismo é a baiana Ilha de Boipeba. Ali, o celular quase não pega, não há carros circulando e nem caixas eletrônicos. São duas vilas principais: Boca da Barra, onde fica a maior parte do comércio, e Moreré, o lugar mais especial da ilha.

Foto: Anna Laura Wolff | Boipeba

Foto: Anna Laura Wolff | Boipeba

No mar, água clarinha e piscinas naturais. Nas areias, sombra de amendoeiras e um campinho de futebol que alaga na maré alta. Nas encostas, Mata Atlântica, restinga, dunas e manguezais. Um lugar para se conectar com a natureza e esquecer o relógio. Não perca a lagosta com abacaxi do Restaurante do Guido. Pra se hospedar, a Alizées Moreré (diárias desde R$ 399) é a pedida: os quartos ficam equilibrados no alto do morro e há vista sensacional pro mar e a mata.

Amazônia é pedida autêntica quando se fala em turismo

Foto: Anna Laura Wolff | Amazônia

Foto: Anna Laura Wolff | Amazônia

Quem sonha em visitar a Amazônia, na Região Norte, e navegar por seus igapós e igarapés tem no verão sua melhor época: é quando o nível dos rios sobre gradativamente com a chuva e alaga a floresta. Você pode fazer percursos maiores de barco, mas não dá para pegar praia de rio. Hotéis de selva como o Juma Amazon Lodge, a 3 horas de Manaus, oferecem uma das experiências de viagem mais autênticas, diferentes e sustentáveis que se tem no país. Pacotes de três noites em pensão completa com transfers e todos os passeios pela floresta saem desde R$ 2.800 para um.

 

 

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone
FacebookInstagramVimeoPinterestTwitter

Direto do Insta

Instagram has returned invalid data.

Assine nossa news

Arquivo