Cultura Marcelle Tauchen: entre lentes e linhas

post por Cantão

Cultura Marcelle Tauchen: entre lentes e linhas

Cultura

Foi da necessidade de resgatar os fazeres manuais que a fotógrafa e artista plástica, Marcelle Tauchen criou um acervo composto por fotografias analógicas, objetos antigos, cartas e dedicatórias. 

A pesquisa  História dos Outros” usa o bordado como “caminho para criar novas narrativas a partir das palavras que foram tiradas de contexto e das imagens de pessoas que não sei quem são”, conta a carioca. 

marcelle-1

Com olhar artístico e super sensível, a fotógrafa cria intervenções nas fotografias a partir de um olhar afetivo e conta que esse é um processo lento e minucioso. “Depois, passar pelo momento de ler as cartas e me emocionar. Olhar as fotos e inventar histórias na minha cabeça para as pessoas fotografadas. Escolher as frases que vão ter significados diferentes para cada pessoa”. 

Hoje a Marcelle conta pra a gente um pouco sobre o caminho que percorreu até aqui, fala sobre suas referências e inspirações. 

Conta um pouco sobre quem é a Marcelle: cidade onde nasceu, idade e o que gosta de fazer nas horas vagas ou o que mais vier à cabeça: 

Me chamo Marcelle, sou carioca e tenho 25 anos. Sou fotógrafa e artista plástica. Gosto de ler histórias, criar histórias e registrar histórias.

marcelle-2

Como a fotografia entrou na sua vida? Você sempre foi ligada à arte?

A arte e o fazer criativo sempre estiveram presentes na minha vida. Cresci vendo as mulheres da minha família costurando, criando e minhas curiosidades e invenções  sempre foram muito incentivadas.

Foi na época da faculdade, depois de passar pelos cursos de arquitetura e de jornalismo, que eu percebi que a fotografia unia tudo que eu gostava. Troquei de curso mais uma vez e me formei em fotografia.  

 marcelle-3

Seu trabalho é super inspirador e sensível. Como surgiu a ideia de unir a fotografia analógica ao bordado?

Minha pesquisa sobre intervenção em fotografia veio da necessidade de resgatar meus fazeres manuais. Eu estava em uma época muito corrida de trabalho e sentia falta de dedicar um tempo maior aos meus projetos autorais.  Experimentei muitos materiais na minha fotografia impressa até voltar ao bordado, prática que já tinha feito parte da minha vida.

Eu sempre juntei fotos, papéis e objetos antigos e a partir desse meu acervo comecei meu projeto História dos Outros. Nele eu pego trechos de escritos de antigos – cartas, bilhetes e dedicatórias de livros de sebo – e bordo em fotos antigas.

marcelle-4

Uso o bordado como caminho para criar novas narrativas a partir das palavras que foram tiradas de contexto e das imagens de pessoas que não sei quem são.

Embora a arte e a fotografia sejam campos vastos de inspiração e referências, o que a gente vê por aí são muitos trabalhos parecidos. O seu, porém, é ímpar e vai à contramão desse avanço digital desenfreado. Como funciona o seu processo criativo?

Minha expressão artística é muito intuitiva. Tudo que eu crio vem muito da observação.

Meu processo é lento porque preciso primeiro garimpar imagens e papéis antigos em feiras, brechós e em shopping chão. Depois, passar pelo momento de ler as cartas e me emocionar. Olhar as fotos e inventar histórias na minha cabeça para as pessoas fotografadas. Escolher as frases que vão ter significados diferentes para cada pessoa.

Além disso, o bordado exige total atenção e tem um tempo próprio para ficar pronto.  

marcelle-5

Quais são as suas referências femininas na fotografia?

Francesca Woodman, Vivian Maier e também Patti Smith, Marina Abramovic e Rosana Paulino.

Já estamos há mais de 90 dias em isolamento social. Como esse contexto têm impactado o seu trabalho. Ele ressignificou alguma pra você?

Assim como todo mundo, tenho passado por muitos altos e baixos nesse período de isolamento.  O tema Saudade passou a ser quase uma constante nas minhas criações.

Estou produzindo bastante com o material que já tinha guardado e aproveitando para fazer muitos experimentos com a minha fotografia e meu bordado.  

Também consegui me organizar para vender minhas fotos bordadas e compartilhar mais meus processos e criações no instagram.

marcelle-6

 

Pra ficar por dentro das criações da @marcelle, é só seguir o seu perfil dela no Instagram 

 

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone
FacebookInstagramVimeoPinterestTwitter

Direto do Insta

Instagram did not return a 200.

Assine nossa news

Arquivo