O Cantão De mãe pra filha: processo criativo e referências

post por Cantão

O Cantão De mãe pra filha: processo criativo e referências

O Cantão

A relação de afeto e cumplicidade entre mãe e filha pode se tornar ainda melhor, se aliada ao dia a dia de trabalho, é o que conta a Designer e ilustradora Mari Mazza. Por um tempo ela e a mãe, Lanza Mazza, dividiram a rotina: enquanto uma criava as estampas, a outra entendia como o desenho se transformaria nas peças do Cantão.

Desde muito cedo, Mari teve acesso ao universo criativo proporcionado pela mãe. Da imersão nos croquis e desfiles de moda surge um fascínio que mais tarde geraria uma certa dúvida na escolha da profissão: “cheguei a fazer um período de direito, mas… logo percebi que meu lugar era em meio a área visual, não tinha jeito”. Assim,  são as tintas que dão tom às imagens e os pinceis que contornam as formas que nascem ainda na imaginação da designer e ilustradora.

Hoje a Mari divide um pouco do seu processo criativo com a gente e mostra como os conselhos e referências maternas ajudaram a formar o seu olhar. Vem ver

 

Mari--Mazza8

“Algo que a minha mãe sempre diz e que eu sempre penso antes de fazer qualquer coisa, é para dar sempre meu melhor, não importa o tamanho da tarefa. Isso me ajuda muito a crescer como ser humano e profissionalmente. Fazer as coisas com amor e dedicação torna qualquer função mais prazerosa, e isso eu levo pra vida”

 

Mari, você é designer e adora trabalhos manuais, assim como a sua mãe. Embora sejam em esferas diferentes, vocês duas têm um olhar apurado esteticamente no trabalho. Na hora de escolher a profissão, você acha que houve influência dela?

Com certeza! Eu acho que desenvolvi muito meu olhar através da minha mãe. Desde pequena eu já estava imersa nesse mundo criativo. Sempre a via desenhando, ia nos desfiles de moda com ela… isso sempre me gerou fascínio. Mas, na hora de escolher a profissão, tive dúvida. Cheguei a fazer um período de direito, mas… logo percebi que meu lugar era em meio a área visual, não tinha jeito. Hoje sou apaixonada pelo que faço e não me vejo fazendo outra coisa.

Mari--Mazza3

 

A gente sabe que você já foi designer de estampas do Cantão e fazia cada print lindo… Já a sua mãe, que é a nossa coordenadora de Estilo, tinha uma relação direta com você, seja complementando a sua criação ou até mesmo ajudando a nortear a linguagem estética das estampas. Como foi essa troca profissional com ela?

No início, eu até pensei que essa troca pudesse ser um pouco difícil, uma vez que ela é uma das pessoas que faz a aprovação de estampas. Mas como a nossa relação é muito transparente, acabou que essa troca me ajudou muito a crescer como profissional. Minha mãe é muito direta e franca comigo, e às vezes me cobrava até mais para ser melhor. Sempre falava o que podia melhorar e o que estava bom, sem filtros.

 

Mari--Mazza6

 

 

Como você trama seus processos criativos e sua linguagem? Fale um pouco sobre a estética que você está desenvolvendo pra sua arte.

A chave de início do meu processo criativo é a busca por inspiração. É importante estar com o olhar sempre atento. Até pesquiso no Instagram e Pinterest, mas acho que as coisas que vejo no mundo real são sempre as que me inspiram mais. Pessoas, objetos, natureza, comidas,livros… Ás vezes nas coisas mas simpes do dia-a-dia. Eu não sou muito de planejar o que vou pintar ou desenvolver, sou mais do time dos que preferem pôr a mão na massa direto. Tenho uma ideia do que vou fazer na minha cabeça e não faço rascunho. Até porque gosto de uma estética mais imperfeita. Os elementos da nossa cultura brasileira também me inspiram muito, e são uma base importante pro meu trabalho. Acho que a minha linguagem é naif, quase infantil, e sempre com elementos bem brasileiros. Amo deixar meus desenhos com um toque esquisitinho.

 

Se você pudesse agradecer algum conselho que a sua mãe te deu (no trabalho ou no dia a dia) que mudou sua vida, qual seria?

Algo que a minha mãe sempre diz e que eu sempre penso antes de fazer qualquer coisa, é para dar sempre meu melhor, não importa o tamanho da tarefa. Isso me ajuda muito a crescer como ser humano e profissionalmente. Fazer as coisas com amor e dedicação torna qualquer função mais prazerosa, e isso eu levo pra vida!

Ficou inspirada? Então corre no  IGTV que tem uma customização pra você copiar já.

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone
FacebookInstagramVimeoPinterestTwitter

Direto do Insta

Instagram did not return a 200.

Assine nossa news

Arquivo