Lifestyle Série “Me Deixa Passar” | Patricia Santos

post por Cantão

Lifestyle Série “Me Deixa Passar” | Patricia Santos

Lifestyle, Comportamento

A cada rodada de saia, uma revolução. A história do bloco-protesto Mulheres Rodadas já é conhecida por aqui. Símbolo de libertação e resistência feminina, o bloco é também um coletivo de mulheres e dá lições inspiradoras de sororidade.

E se tem um exemplo de mulher rodada que dá chão para outras mulheres rodadas voarem ainda mais alto é a maestrina Patricia Santos. A advogada de 43 anos começou como cabeça de naipe do xequerê, e hoje, além de ser uma das regentes do Mulheres Rodadas, dá aulas para todas as mulheres que desejam integrar a fanfarra e transformar sua manifestação em alegria e música.

Na série especial “Me Deixa Passar”, mulheres como ela, passam o batom vermelho e pedem licença pra continuar passando, quebrando barreiras e nos enchendo de orgulho por aí.

Em um bate-papo com a gente, Pati reconhece seu poder, e o quanto suas opressões são resultado tanto de sua negritude quanto de sua feminilidade e, portanto, que suas lutas nessas duas frentes são inseparáveis. Inspire-se:

post-patisantos-01-entrevista

Quando que você percebeu que era feminista?

Desde pequena tive que me posicionar de uma forma mais firme diante do mundo por ser uma mulher negra. Obviamente, à época, não tinha noção do motivo, mas acredito que essas questões também me fizeram amadurecer antecipadamente, por estar sempre em busca dos direitos e do respeito que me pertencem. E também sou feminista por ter tido mulheres incríveis, como minha mãe e irmãs, como referências. Elas tiveram papel fundamental para eu me tornar a mulher que sou hoje. E cá estou seguindo em frente!

O que o batom vermelho representa pra você?

O batom vermelho é sinônimo de ser dona de mim, dos meus desejos, das minhas ações, sendo respeitada da maneira que eu queira estar no mundo. Batom vermelho é a liberdade em ser – principalmente, negra!

E se você tivesse que deixar uma mensagem para o Dia da Mulher e para todos os outros dias?

Minha mensagem para todos os dias da Mulher é uma frase da maravilhosa Nina Simone: “Liberdade é não ter medo”. É por essa liberdade que devemos lutar todos os dias, sem deixar que esse medo nos paralise, utilizando-o como fonte de energia na busca da nossa tão sonhada igualdade.

***

Cada dia uma luta, cada dia uma vitória. Vamos juntas que logo venceremos todos os obstáculos que seguimos enfrentando todos os dias!

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone
FacebookInstagramVimeoPinterestTwitter

Direto do Insta

  • Sonhos e desejos por viver novas histórias nos acompanham no caminho. Conheça a nova coleção
#NaBagagem nas lojas e no site.

Assine nossa news

Arquivo