Música Aline Calixto e seu tiro certeiro

post por Fabiane Pereira

Música Aline Calixto e seu tiro certeiro

Música, Na Vitrola

Apesar de conhecer Aline Calixto há quase uma década, sempre me surpreendo com sua capacidade de reinvenção.

No próximo dia 11 de agosto, a artista lança seu quarto disco, batizado de Serpente. Com direção musical do super Domenico Lancelotti – que acabou de lançar também um disco autoral lindo! -, o primeiro single do novo trabalho já está disponível em todas as plataformas digitais e é um tiro certeiro. “Serpente é um disco 100% autoral e autobiográfico. O tema gira em torno dos relacionamentos que vivi e como encarei as decepções, desilusões, relações abusivas, machismo e amores unilaterais”, explica a cantora.

“O Tiro”, faixa escolhida para apresentar o álbum, traz os seguintes versos: “mesmo que o tiro tenha sido dado sem intenção / rasgou a carne e atingiu o coração”. Analisando a canção, Aline afirma que “muitas vezes, a nossa percepção de relação é completamente diferente da outra parte envolvida, principalmente quando é uma paixão recente. Em “O Tiro”, fui golpeada pela frente, porque a outra pessoa não havia mensurado o tamanho do meu envolvimento. Simplesmente me fez ver e ouvir coisas que eu não esperava. Nem sempre a melhor solução é matar de vez o sentimento. É preciso entender o porquê das atitudes, e entender não quer dizer esquecer. Cicatrizes existem pra nos lembrar que naquele lugar já houve dor”. O disco traz uma série de músicas, coisas muito íntimas, que Aline estava vivendo em tempos recentes.

Sobre a produção artística, Domenico conta que “os arranjos em harpa e guitarra foram executados por Cristina Braga (harpa), Pedro Sá (guitarra), e eu fazia a bateria eletrônica ao vivo. Em uma semana, gravamos o disco todo, é um disco sem overdub.

Pra quem não conhece a Aline, recomendo ouvir seus três álbuns lançados: Aline Calixto (2009) – já com seu disco de estreia, ela ganhou o prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) na categoria ‘melhor disco do ano’ -, Flor Morena (2011) e Meu Ziriguidum (2015).

Fica de ouvidos abertos e de olho em tudo o que ela está aprontando aqui! 🙂

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone
FacebookInstagramVimeoPinterestTwitter

Direto do Insta

  • Toda a beleza de #ViagemAoParaíso. Deixe-se levar por este encontro genuíno do feminino com a natureza! 🌴

Assine nossa news

Arquivo