selo_post_capa-circuitofeirasorganicas

Um hábito gostoso pra quem curte comer bem: dar aquele pulo nas feiras orgânicas que acontecem pelo Rio de Janeiro. Além do ambiente ser super agradável, você sabe que está comprando alimentos de qualidade, e poder escolher suas frutas, legumes e verduras sabendo que estão fresquinhos e livres de produtos químicos, é indispensável, né?

O Circuito Carioca de Feiras Orgânicas rola ao longo da semana, em dias e locais diferentes, e os alimentos vendidos ali são de agricultores e comerciantes locais, ou seja, é um espaço colaborativo cheio de energia! Dá pra encontrar também queijos, pães, geleias, quiches e outras delícias de dar água na boca – e tudo feito artesanalmente, tem coisa melhor?

Só escolher a mais perto de você e reservar um espacinho na agenda! Anota só:

{LEIA MAIS}

selo_post_capa-macarraocristal

Minhas duas melhores amigas e eu podemos ir no restaurante que for, comer o melhor spaghetti da Itália, a melhor receita secreta de carbonara da vovó de fulana, mas não adianta: o nosso macarrão nunca perde o posto de melhor macarrão do mundo.

“Inventamos” essa receita há uns oito anos. E desde então não dá outra. Sempre que nos reunimos para cozinhar ganhamos uma hora pensando em qual será o menu, sabendo que no fim não resistimos e voltamos para o clássico. Eu nem sou fã de molho de tomate, mas… esse não é um molho de tomate comum. É o molho de tomate do melhor macarrão do mundo!

Por isso, papel e caneta na mão! Ou impressora! Ou print screen do celular pra anotar a receitinha:

{LEIA MAIS}

selo_post_capa-estampas-agua-01

Depois de falarmos das estampas inspiradas na força do elemento Terra e na energia do Fogo, chegou a vez da essência do mood Água! A suavidade desse elemento colore nossos looks com estampas frescas e ideais para curtir dias ensolarados, olha só:

post-essenciaagua-01

O verde e o azul ganham vida com um mix de folhagens e florais, como na estampa Aquário. A estamparia vem rica em detalhes e contrastes, como na Safári, que tem jeito de floresta tropical.

post-essenciaagua-02

O estilo único da estampa Água Viva também ganhou nosso coração e já virou uma das favoritas da coleção!  E como bem diz o nome, água é vida – é a origem de tudo. Então, nada mais justo que essa fosse a inspiração da estampa Vida, da linha especial Boutique. Uma expressão artística que celebra essa diversidade e beleza natural.

post-essenciaagua-03

Todo o conceito desse mood veio lá das exóticas e primitivas tribos africanas que vivem às margens do rio Omo Valley, na Etiópia.

Além da conexão espiritual com a fauna e flora local, esse povoado tem uma ligação profunda com o rio Omo. Motivados pelo desejo do belo, se vestem com flores, sementes, penas, folhas, arranjos de frutas, cascos e galhos de árvores.
Também são artistas natos e fazem pinturas corporais incríveis com pigmentos naturais, como a argila vermelha do fundo do rio.

post-essenciaagua-04

Inspiração pura! Agora é só mergulhar nesse clima escolhendo sua favorita aqui! ;)

selo_post_capa-artecore

Depois de Banksy e Rero invadirem a Caixa Cultural com a exposição Street Art – Um panorama urbano, e da temporada do ArtRua, agora é a vez do Museu de Arte Moderna do Rio (MAM Rio) receber seu próprio festival de arte urbana. O Arte Core se prepara para sua segunda edição que vai rolar nesse fim de semana. Nos dias 18 e 19/10 os jardins do MAM vão virar uma verdadeira miscelânea de street art, com muito grafite, música e fotografia.

Entre os grandes nomes das exposições com mais de 30 artistas, estão o carioca Marcelo Ment e o coletivo Fleshbeck Crew. Sem falar no som do festival, que tem um line-up com djs e bandas de vários estilos diferentes, desde o reggae jamaicano do Bangarang Sound System, até o rap do grupo paulistano Elo da Corrente. Vale muito a pena conferir.

O festival rola das 10h às 20h, nos jardins do MAM, tanto no sábado quanto no domingo. Mas, pra quem perder o festival no sábado, ou pra quem quiser dar uma esticadinha, vai rolar uma festa oficial do evento pra não deixar o clima morrer. A noite acontece no sábado a partir das 20h, no Clube Santa Luzia, que fica do ladinho do MAM, ou seja, pros fãs de arte urbana é um pacote completo, né?

Veja toda a programação aqui.

E se você curte arte urbana, vai adorar nosso painel no Pinterest cheio de referências inspiradoras! ;)

minibio_meninas-cantao_01_140903-CINZA

selo_post_capa-noronha-aninha

Há muito procurava uma viagem que me desse aquela sensação de refúgio. Um pouco de distanciamento do meu pequeno mundo. À beira dos quatro anos de relacionamento, me observo no começo do resto da minha vida… a gente curte uma aventura, mas não nega o frescor na sombra das palmeiras (e quem negaria?). Então, escolhemos juntos como destino um paraíso que abarcaria todos nossos anseios, emoldurando as queridas “férias de mel”: Fernando de Noronha.

fotos_post-noronha_02

Na pista de aterrisagem você entende ao que veio. Noronha é soberana, mãe de toda cor. Aqui a natureza te ensina a esperar como o mar e seguir conforme a maré.
É só saber observar que a alma já segue dançante…

Assim foi o começo da minha primavera, desvendando encantos que nem sonhávamos ver. Por lá é tudo assim mesmo: paisagens penetrantes, povo do bem, brisa solta o dia todo. Fomos sem roteiro definido, mas no final de seis dias deu tempo de fazer quase tudo. Estar por lá era um constante convite à pausa, caminho de uma presença difícil de encontrar em nossas rotinas atribuladas da cidade grande.

fotos_post-noronha_03

Chegamos na tarde de um domingo de sol. Corremos para deixar as malas e fomos direto curtir o fim de tarde na Praia da Conceição. Ficamos em uma hospedaria, que são as casas de pescadores que ganharam vez de pousada: tem estrutura confortável (ar condicionado, banho quente, tevê e afins) e, de verdade, nem precisa de mais que isso.

Por lá, o esquema é acordar cedo e passar o dia todo fora, portanto não se esqueça da água, lancheira e do guarda-sol. Outra coisa que não dá para ficar sem é o bugre.
Alugamos todos os dias e ele nos trouxe uma liberdade de deslocamento essencial, já que o transporte público de lá não é nada ágil.

Nesse dia jantamos no restaurante delicioso O Pico, que na verdade é um mix de lojinha dos artistas locais, café e restaurante, além de ficar aberto até tarde.

fotos_post-noronha_04

No dia seguinte de manhã, já fomos logo esquematizar os agendamentos e afins.
Alguns passeios que fazem parte da área de preservação da Ilha e por isso, tem limitação de pessoas por dia e algumas delas só são feitas com guias – e também é preciso pagar taxas diárias (dá para se antecipar e pagar online aqui).

Primeiro, é preciso retirar sua carteirinha do ingresso para a visitação dessas áreas preservadas – você encontra as infos num quiosque próprio na praça Flamboyant. Em seguida, é preciso ir até o ICM-Bio e agendar os passeios que deseja fazer.
Logo depois, seguimos para alugar os materiais de mergulho. Lá mesmo conhecemos um guia e fechamos com ele a trilha longa do Atalaia (Caieras). Pronto férias, pode me coroar com sua leveza!

{LEIA MAIS}

VER MAIS